Brasil-2015: à vontade, Hulk assegura 6º lugar em Interlagos

Nico Hulkenberg (Force India), à frente de Verstappen e Massa:

Nico Hulkenberg, à frente de Verstappen e Massa: alemão se sente em casa em Interlagos

Definitivamente, Nico Hulkenberg (Force India) nasceu para correr em Interlagos. Em um dos circuitos mais emblemáticos da Fórmula 1, o alemão parece se sentir em casa. Mais uma vez, Hulk fez bonito num GP do Brasil. No último domingo, o germânico obteve o sexto lugar no Autódromo José Carlos Pace, igualando seu melhor resultado de 2015 – também terminou em sexto nos GPs da Áustria, em Spielberg, e do Japão, em Suzuka. Com o top 6, Nico ratificou o quinto lugar da Force India na temporada – com 120 pontos, a escuderia de Vijay Mallya assegurou pela primeira vez em sua história uma posição entre as cinco melhores equipes da categoria máxima do automobilismo, ficando atrás apenas das potências Mercedes, Ferrari, Williams e Red Bull. Diante da façanha, Hulkenberg foi muito festejado pela escuderia.

Não havia momento mais propício para Nico ser saudado pelo time. Afinal, 2015 tem sido um ano difícil para o alemão. Apesar dos oito pontos de Interlagos, Hulk continuou atrás de seu companheiro de Force India, Sergio Pérez. Enquanto o mexicano manteve seus 68 pontos, o germânico alcançou 52. Como resta apenas uma etapa para o término desta temporada (o GP de Abu Dhabi, em Yas Marina), dificilmente Nico desbancará Checo. Pela primeira vez desde 2010, quando, em seu primeiro ano de F1, foi derrotado por Rubens Barrichello na Williams, Hulk não era batido num duelo interno de equipe.

Em Interlagos, Hulk anotou primeira pole em 2010 e liderou etapas de 2012 e 2014

Em Interlagos, Hulkenberg anotou primeira pole em 2010 e liderou etapas de 2012 e 2014

Independentemente da disputa com Pérez, Hulkenberg sabia que Interlagos seria importante para elevar seu moral junto à Force India. A seu favor, contava com o retrospecto na pista paulistana. Em 2010, com um Williams, Nico obteve sua primeira pole position. Em 2012, a bordo de um Force India, o germânico ponteou por 30 voltas, e só não conquistou seu primeiro pódio por bater em Lewis Hamilton (que, à época, defendia a McLaren). No ano seguinte, o alemão foi para a Sauber, e assegurou o top 10 na classificação do Mundial após terminar em oitavo. De volta à Force India em 2014, liderou a corrida por 5 voltas, e repetiu a oitava posição.

Logo na sexta-feira, Hulk mostrou que seu estilo casa com o seletivo circuito brasileiro. Após os dois treinos livres do dia, o alemão foi o oitavo mais veloz, com 1m13s710, a 1s325 de Nico Rosberg (Mercedes), que anotou o melhor tempo, com 1m12s385. Hulkenberg ficou 0s346 à frente de Pérez, 11º com 1m14s056. “Foi uma sexta normal, com muitas voltas e muitos dados coletados. Há ainda muito trabalho a fazer antes da classificação (sábado), porque não estou completamente satisfeito com o equilíbrio e precisamos trabalhar mais para compreender os pneus. Com uma volta tão curta, o grid é sempre apertado aqui em Interlagos, por isso é importante encontrarmos um pouco mais de desempenho”, afirmou o germânico da Force India.

Nico simplesmente voou no sábado: quinto lugar no grid, atrás apenas de Mercedes e Ferrari

Com punição a Bottas, Nico herdou 5º lugar no grid, ficando atrás apenas de Mercedes e Ferrari

As informações colhidas na sexta surtiram efeito no desempenho do VJM08 no sábado. Hulkenberg voou durante a sessão classificatória. Diferentemente de Pérez, que caiu no Q2 – o mexicano anotou o 13º tempo, com 1m13s147 -, Nico avançou com maestria ao Q3. No fim, o alemão da Force India alcançou um excelente sexto lugar, com 1m12s265, ficando a 0s983 de Nico Rosberg (Mercedes), pole position do GP do Brasil de 2015, com 1m11s282. Como Valtteri Bottas (Williams), quarto no Q3, perderia três posições no grid por ter ignorado uma bandeira vermelha durante o treino livre de sexta, Hulk largaria na quinta posição, atrás somente das duplas de Mercedes e Ferrari.

“Estou muito feliz com o resultado desse sábado. Sempre aprecio pilotar aqui porque adoro a pista, o país e a atmosfera que cerca este evento. O carro estava ótimo e fiquei feliz com cada volta minha em todas as sessões. Fizemos algumas mudanças importantes no carro na noite passada e encontramos uma direção positiva, o que realmente deu resultado nesta manhã, porque fiquei bem mais satisfeito com a dirigibilidade. Com a punição de Valtteri (Bottas), vou largar em quinto, portanto é um esforço fantástico da equipe. Queremos pelo menos manter a posição na corrida e garantir o resultado, porque há alguns carros velozes atrás de nós que tentarão dificultar as coisas. Estou me sentindo confiante para amanhã (domingo) e ansioso por uma prova divertida”, analisou o alemão da Force India.

Hulkenberg, à frente de Massa, Verstappen, Pérez, Nasr e Grosjean: má largada em Interlagos

Hulkenberg, à frente de Massa, Verstappen, Pérez, Nasr e Grosjean: má largada em Interlagos

A corrida

Em sua melhor posição num grid em 2015, Nico Hulkenberg estava confiante para a disputa do GP do Brasil de 2015. Porém, sua corrida praticamente foi determinada nos primeiros metros da etapa paulistana. Quando as luzes vermelhas se apagaram, Hulk patinou, e acabou sendo superado por Valtteri Bottas (Williams) e Daniil Kvyat (Red Bull). Ao alcançar o S do Senna, o alemão da Force India já estava em sétimo. Por mais que tentasse, Nico não conseguia seguir Bottas e Kvyat, tendo que se preocupar com as investidas de Felipe Massa (Williams). Na volta 9, a Force India chamou Hulk para os boxes. Foi o primeiro piloto do pelotão a fazer o pit stop. Na troca, a equipe sacou os pneus macios e colocou os compostos médios. No retorno à pista, estava em 16º.

A antecipação da parada foi benéfica para Hulkenberg. Na passagem seguinte, Kvyat fez seu pit stop. Porém, o russo da Red Bull saiu atrás do alemão da Force India. Uma posição real conquistada na base da estratégia. Ainda na volta 10, Massa, Sergio Pérez (Force India) e Romain Grosjean (Lotus) foram para os boxes, fazendo com que Nico assumisse o 12º lugar. Na volta 11, com o pit stop de Max Verstappen (Toro Rosso), Hulk subiu para 11º. Na 12, as paradas de Marcus Ericsson (Sauber) e Jenson Button (McLaren) elevaram Nico para a nona colocação. Na passagem seguinte, Fernando Alonso (McLaren) foi aos boxes, e Hulk alcançou o oitavo lugar. Na volta 15, o germânico da Force India assumiu a sétima posição depois da parada de Felipe Nasr (Sauber).

Após antecipar a primeira parada, Hulk superou Kvyat e se consolidou em sexto

Duelo no Bico de Pato: após antecipar a primeira parada, Hulk superou Kvyat e se consolidou em 6º

A situação de Hulk na corrida se tornou promissora. Porém, havia uma barreira entre ele e o sexto lugar de Interlagos: Pastor Maldonado (Lotus). Com uma tática diferente, o venezuelano ganhou várias posições na classificação. Contudo, naquela altura, os pneus médios do bólido de Maldonado já estavam desgastados. Na volta 19, Nico ultrapassou Pastor para se consolidar na sexta colocação. A partir daí, Hulkenberg passou a administrar os pneus de seu Force India, a fim de que durassem o máximo de voltas. Além disso, não permitia a aproximação de Kvyat. Na volta 35, o alemão foi para os boxes realizar seu segundo e definitivo pit stop. A equipe decidiu colocar novos pneus médios. No retorno à pista, Hulk ocupava a oitava posição.

Com a parada de Massa, na volta 39, Hulkenberg passou para sétimo. Na passagem seguinte, graças ao pit stop de Kvyat, Nico recuperou a sexta posição para não mais perdê-la. A vitória no GP do Brasil de 2015 ficou com Nico Rosberg (Mercedes). Com seu segundo triunfo consecutivo em Interlagos, Rosberg garantiu o vice-campeonato da temporada. O tricampeão Lewis Hamilton (Mercedes) terminou em segundo, seguido por Sebastian Vettel (Ferrari), o terceiro. Apesar de ficar uma volta atrás de Rosberg, Hulkenberg tinha motivos de sobra para comemorar: afinal, seu terceiro top 6 em 2015 ratificou o quinto lugar da Force India no Mundial de Construtores.

Os pontos obtidos no Brasil ratificaram o quinto lugar da Force India em 2015

Os pontos obtidos por Hulkenberg no Brasil ratificaram o quinto lugar da Force India em 2015

“Estou muito feliz com o sexto lugar e por marcar pontos que ajudaram a equipe a garantir o quinto lugar entre os construtores. É o melhor resultado em nossa história, e mostra o progresso que conseguimos ao longo dos anos. Este quinto lugar é resultado do trabalho duro de todos na equipe, e devemos nos orgulhar do que alcançamos juntos. A corrida de hoje (domingo) foi divertida, apesar de eu não ter feito a melhor largada depois de patinar um pouco, o que me deixou atrás de Bottas e Kvyat. Felizmente, pude recuperar uma daquelas posições com um pit stop antecipado, mas isso me forçou a fazer dois trechos bastante longos com os pneus médios, o que foi o principal desafio do dia. Porém, gerenciamos os pneus e fizemos a estratégia de duas paradas funcionar”, concluiu Hulk.

O sexto lugar em Interlagos foi o melhor resultado de Hulk em 2015, igualando feitos de Spielberg e Suzuka

Em Interlagos, Hulk igualou melhor resultado de 2015: alemão também foi 6º em Spielberg e Suzuka

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Brasil, Force India, Interlagos, Nico Hulkenberg, Pastor Maldonado, Sergio Pérez, Vijay Mallya. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s