Itália-2015: Pérez derrota Hulkenberg e é sexto em Monza

Sergio Pérez (Force India) contorna primeira curva à frente de Nico Rosberg (Mercedes): após top 5 de Spa, um top 6 em Monza

Sergio Pérez (Force India) duela contra Nico Rosberg (Mercedes): após top 5 de Spa, 6º em Monza

Depois de um brilhante quinto lugar no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, Sergio Pérez (Force India) esperava fazer bonito no GP da Itália de 2015. Afinal, tal qual Spa, Monza reservava longas retas e alta velocidade, características ideais para o bom desempenho do VJM08. Na pista, o mexicano não decepcionou. Checo não só voltou a superar seu rápido companheiro, o alemão Nico Hulkenberg, durante todo fim de semana, como também quase repetiu o top 5 da etapa belga. Sergio não resistiu ao melhor equipamento de Kimi Raikkonen (Ferrari) a três voltas da bandeirada. Ainda assim, o latino pôde celebrar um importante sexto lugar em Monza.

Mais uma vez, Pérez foi bem-sucedido no templo do automobilismo italiano. Em 2012, o asteca, a bordo de um Sauber, conquistou um impressionante segundo lugar em Monza. No último ano, já na Force India, obteve a sétima posição. Com os oito pontos alcançados no tradicional circuito em 2015, Pérez se manteve em 10º no Mundial, com 33 pontos – três a mais que Hulkenberg, que terminou em sétimo na etapa italiana. Além disso, a boa performance de Checo e Hulk na Itália fez com que a escuderia indiana reassumisse a quinta posição do Mundial de Construtores, com 63 pontos – 13 a mais que a Lotus, sexta colocada com 50.

Nos treinos de sexta, Pérez andou à frente das Williams de Bottas (foto) e Massa

Na sexta, Pérez andou à frente das Williams de Bottas (foto) e Massa e foi o quarto melhor do dia

Logo que ingressaram na pista, Pérez e Hulkenberg deixaram claro que seriam personagens destacados do GP da Itália. Na sexta-feira, a dupla da Force India se colocou entre os cinco melhores do dia em Monza. No fim, por exímios 0s047, Sergio levou a melhor sobre Nico – o mexicano ficou em quarto, com 1m25s278, contra 1m25s325 do alemão, o quinto. O tempo de Checo ficou a 0s999 de Lewis Hamilton (Mercedes), o melhor do dia – além de Pérez e Hamilton, somente Nico Rosberg (Mercedes) e Sebastian Vettel (Ferrari) andaram no mesmo segundo. Diante do excelente desempenho, Pérez ficou ainda mais confiante com um bom resultado no domingo.

“Estamos começando a ter uma boa leitura do carro agora, e isso se mostrou com um bom treino hoje (sexta). Eu ainda não estou completamente confortável com algumas coisas – tivemos uma troca de material da pastilha de freios antes da primeira sessão e foi difícil no início, mas nos acostumamos e fizemos um bom tempo de volta com os pneus macios. Sinto que há potencial ainda mais para vir e que podemos melhorar ainda mais o equilíbrio. Ser 4º e 5º é encorajador, embora não possamos considerar muito sobre isso, porque não sabemos o que as outras equipes estavam fazendo em seus programas. Amanhã (sábado) vai ser um dia importante para nós para forçar para frente”, analisou Checo.

Na sessão qualificatória de sábado, Pérez só ficou atrás das duplas da Mercedes, Ferrari e Williams

Na sessão qualificatória de sábado, Pérez só ficou atrás das duplas da Mercedes, Ferrari e Williams

No sábado, as coisas não funcionaram como no dia anterior para a Force India. Apesar de avançarem para o Q3 de Monza, Pérez e Hulkenberg foram superados por Felipe Massa e Valtteri Bottas – a dupla da Williams apareceu com força na qualificação. No fim, Checo ficou com a sétima posição, com 1m24s626, enquanto Hulk foi o nono, com 1m25s317 – 0s691 atrás do mexicano. A marca de Sergio ficou a 1s229 da de Lewis Hamilton (Mercedes), pole do GP da Itália. Mesmo superado pelos pilotos da Williams, Pérez demonstrou satisfação com a performance do VJM08 em Monza.

“Estou muito feliz com o trabalho que fiz. Consegui melhorar meu tempo em todas as sessões, e as voltas foram ótimas. No Q3, fui otimista demais e tentei pegar o vácuo de Kimi (Raikkonen, da Ferrari) na reta, mas não deu certo: na verdade, me custou alguns décimos, mas não teria sido suficiente para bater os dois carros da Williams. A corrida vai ser dura, mas nossa meta é desafiar a Williams. O carro vem tendo uma performance sólida nas últimas etapas, portanto não vejo razão para isso não se repetir amanhã (domingo). Uma boa largada será crucial, já que as opções estratégicas são limitadas. Uma das chaves será a manutenção da degradação dos pneus, mas estou confiante de que seremos fortes e marcaremos um bom número de pontos”, disse Sergio, após as sessões qualificatórias.

Na largada do GP da Itália, Sergio saltou bem e superou Nico Rosberg (Mercedes)

Na largada em Monza, Sergio saltou bem e superou Nico Rosberg (Mercedes); na volta 2, veio o troco

A corrida

Quando as luzes vermelhas se apagaram para a largada do GP da Itália, em 6 de setembro de 2015, em Monza, Pérez e outros 19 pilotos partiram com afinco rumo à primeira chicane. O mexicano viu Kimi Raikkonen (Ferrari) patinar no grid e, no fim da reta, colocou seu Force India ao lado de Nico Rosberg (Mercedes). O alemão, vice-líder do Mundial, nada pôde fazer. Ao fim da volta 1, Sergio estava em quinto. Na passagem seguinte, Rosberg aproveitou-se da força de seu W06 e superou Checo. O latino seguiu na sexta posição até o início da janela de parada nos boxes, para troca de pneus.

Com o pit stop de Rosberg, na volta 18, Pérez assumiu provisoriamente o quinto lugar. Após a parada de Felipe Massa (Williams), na passagem seguinte, o mexicano subiu para quarto. Depois da ida de Valtteri Bottas (Williams) aos boxes, na 23, Sergio ascendeu ao terceiro lugar. Porém, era necessário parar. Pérez foi aos boxes na volta 24. Na troca, a Force India sacou os pneus macios da Pirelli e os substituiu por compostos médios. No retorno à pista, o mexicano estava em oitavo. Ali permaneceu até a volta 29, quando, além de superar Daniel Ricciardo (Red Bull), viu Raikkonen parar nos boxes. Assim, assumiu a sexta colocação.

Após a troca de pneus, na volta 23, Pérez retornou à pista em oitavo

Após a troca dos pneus macios pelos compostos médios, na volta 24, Pérez retornou à pista em oitavo

Sem condição de atacar Bottas, o quinto colocado, Sergio passou a administrar a diferença para Kimi. Todavia, o ritmo do finlandês da Ferrari era fortíssimo. Na volta 50 – a três da bandeirada -, Raikkonen superou Pérez. Porém, Checo não perderia o sexto lugar, uma vez que Rosberg, então terceiro colocado, abandonou a etapa italiana com problemas de motor. A vitória no GP da Itália foi de Lewis Hamilton (Mercedes), seguido por Sebastian Vettel (Ferrari) e Massa. Sergio recebeu a quadriculada em sexto, e tinha muito a comemorar.

“Eu realmente me diverti hoje (domingo). Tive um ritmo forte do começo ao fim. Controlei bem a degradação dos pneus e sinto que extraímos o máximo possível na corrida. Após meu pit stop, eu sabia que Kimi (Raikkonen) estava se aproximando: ele estava muito rápido e não pude fazer nada para segurá-lo. Estou satisfeito com nossa performance durante todo o fim de semana. O resultado nos colocou novamente em quinto lugar no Mundial de Construtores, com uma boa vantagem em relação aos nossos rivais. Fizemos um bom trabalho, e merecemos este resultado”, celebrou Pérez.

Com o resultado, Pérez seguiu em 10º no Mundial de Pilotos, e ajudou a Force India a recuperar o quinto lugar nos Construtores

Com o resultado, Pérez ajudou a Force India a recuperar o quinto lugar nos Construtores

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Force India, Itália, Monza, Nico Hulkenberg, Sergio Pérez. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s