Canadá-2015: após rodar, Hulkenberg dá fim a jejum de pontos

Hulkenberg, à frente de Vettel: disputa com ferrarista provocou a rodada do piloto da Force India em Montreal

Hulk, à frente de Vettel: disputa com ferrarista provocou a rodada do piloto da Force India em Montreal

A temporada de 2015 tem sido tortuosa para Nico Hulkenberg. Das seis primeiras etapas do Mundial, o alemão da Force India pontuou somente na prova de abertura – foi sétimo no GP da Austrália, em Melbourne. Após cinco corridas distante da zona de pontuação, Hulk queria reagir em Montreal, palco do GP do Canadá. Apoiado na força do motor Mercedes, o germânico viu seu VJM08 se adaptar bem às longas retas do circuito canadense. Dessa forma, almejar um retorno ao top 10 passou a ser algo possível. Após alinhar em sétimo no grid, Hulk travou uma árdua batalha com Pastor Maldonado (Lotus) durante o início da corrida. Entretanto, sucumbiu à pressão de Sebastian Vettel (Ferrari) – que o fez rodar -, o que prejudicou seu desempenho. No fim, teve que se conformar com a oitava posição. Não foi a corrida dos sonhos para Nico, mas, ao menos, pôde novamente sentir o sabor de pontuar na Fórmula 1.

Com a conquista dos quatro pontos no Circuito Gilles Villeneuve, Hulkenberg ajudou a Force India a subir para a 6ª posição na classificação dos Construtores, com 21 pontos – mesma pontuação da Sauber. Além disso, superou a dupla da Toro Rosso, Max Verstappen e Carlos Sainz Jr., na tabela de Pilotos, alcançando a 12ª colocação, com 10 pontos. Ainda que esteja atrás de seu companheiro na escuderia indiana, Sergio Pérez, na classificação do Mundial – Checo tem 11 pontos, um a mais que Nico -, o germânico derrotou o mexicano durante todo o fim de semana. Desde a sexta-feira, dia dos primeiros treinos livres em Montreal, Hulk andou à frente de Checo. No fim das sessões práticas, Nico anotou o 11º tempo, com 1m17s120, 0s247 à frente de Sergio, 14º com 1m17s367.

Nos treinos, Hulkenberg foi sempre superior à Pérez: força do motor Mercedes ajudou Force India

Nos treinos, Hulkenberg foi sempre superior à Pérez: força do motor Mercedes ajudou Force India

“Hoje (sexta-feira) foi um dia muito positivo. O carro tem um bom desempenho até agora. Estou bastante feliz com o equilíbrio e confiante com o desempenho. Na verdade, desde a primeira volta dos treinos, eu tenho me sentido confortável em o carro”, afirmou Hulkenberg, que não lamentou a queda da forte chuva durante o segundo treino. Para ele, a pista molhada era esperada por todos. “Nós sabíamos que (a chuva) estava chegando, assim nós tentamos fazer o máximo que podíamos antes que chegasse. Estou me sentindo feliz com o que aprendemos, e temos uma boa chance de ter um fim de semana forte”, disse o germânico, que ficou a 1s132 de Lewis Hamilton (Mercedes), o mais rápido do dia com 1m15s988.

No sábado, o potencial da Force India foi evidenciado. Nos treinos para o GP do Canadá, tanto Hulkenberg quanto Pérez avançaram para o Q3, a sessão que define os 10 primeiros no grid. Nico fez uma excelente volta de qualificação, anotando 1m15s614, que o colocou em sétimo, à frente de Pérez e dos Red Bull de Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. O alemão só foi superado pelas duplas da Mercedes e da Lotus, e pelos finlandeses Kimi Raikkonen (Ferrari) e Valtteri Bottas (Williams). Hulk ficou extremamente satisfeito com o treino. Afinal, foi seu melhor resultado em sessões oficiais em 2015.

Em Montreal, Nico obteve sua melhor posição no grid em sete etapas de 2015: sétima posição no treino foi comemorada

Em Montreal, Nico obteve seu melhor grid em sete etapas de 2015: sétima posição no treino foi comemorada

“Foi um bom dia tanto para mim quanto para a equipe. Esse grid é encorajador, pensando na corrida. O carro vem tendo uma boa performance desde o começo dos treinos, e creio que temos uma ótima oportunidade de marcar pontos amanhã (domingo). A tarefa ainda será desafiadora, porque há alguns carros muito velozes ao nosso redor. Vai ser crucial tomar as decisões estratégicas corretas, porque a chuva de ontem (sexta) impediu que colhêssemos dados para responder as questões sobre a duração dos pneus. Mas acho que estamos em boa forma – estou confiante e ansioso por uma prova competitiva”, observou Hulkenberg, que ficou a 1s221 de Hamilton, pole com 1m14s393.

Na primeira volta do GP do Canadá, Hulkenberg superou Maldonado e assumiu a sexta posição

Na primeira volta do GP do Canadá, Hulkenberg superou Maldonado e assumiu a sexta posição

A corrida

O sol imperava em Montreal no último domingo, 7 de junho de 2015, quando os 20 carros alinharam para a largada do GP do Canadá. No apagar das luzes vermelhas, Hulkenberg saltou bem, e após surpreender Pastor Maldonado (Lotus) na Curva 3, assumiu a sexta posição. Enquanto lidava para conter as investidas de Maldonado, Nico passava a administrar os pneus supermacios de seu Force India. Dessa forma, o venezuelano da Lotus, ansioso para recuperar terreno, desgastava seus compostos. Na volta 17, Pastor foi aos boxes, deixando Nico em situação mais confortável na prova. Sem ser ameaçado por Daniil Kvyat (Red Bull), o alemão poderia resistir mais tempo na pista. Entretanto, quando Kvyat foi superado por Felipe Massa (Williams), na volta 19, Hulk começou a ver sua vantagem, de cerca de seis segundos, ser reduzida.

Apesar da aproximação de Massa, Hulkenberg não se intimidou e manteve seu ritmo de prova. Na volta 27, Romain Grosjean (Lotus) foi para os boxes, fazendo com que Nico ascendesse para o quinto lugar. Todavia, era uma posição momentânea. Na passagem seguinte, o alemão da Force India fez sua única parada, trocando os pneus supermacios pelos compostos macios. No retorno, Hulk se viu em nono, logo atrás de Maldonado. Assim, perdeu uma posição real de pista. Na volta 35, Sebastian Vettel (Ferrari) fez seu segundo pit stop, o que reconduziu Nico para a oitava colocação. Na 37, foi a vez de Massa realizar sua única parada. Com o pit do brasileiro, Hulkenberg retomava o sétimo lugar.

Nico Hulkenberg em seu único pit stop, na volta 28: retorno atrás de Maldonado

Nico Hulkenberg em seu único pit stop, na volta 28: retorno atrás de Maldonado

Mesmo com novos pneus, Nico estava ciente de que sofreria forte pressão de Vettel e Massa. Ambos largaram no fim do grid após encararem problemas nos treinos de sábado. Porém, era nítida a força de Ferrari e Williams em Montreal. Tanto que Sebastian e Felipe faziam uma consistente corrida de recuperação. Na volta 41, Hulkenberg resistiu ao primeiro ataque de Vettel. Todavia, na passagem seguinte, o tetracampeão utilizou a asa móvel de seu Ferrari e emparelhou seu bólido com o Force India de Hulk. Nico se assustou com a presença de Seb, e a rodada na chicane que traz à Reta dos Boxes foi inevitável. O alemão da Force India não só perdeu a posição para Vettel, como também foi superado por Massa, despencando para a nona colocação.

Depois da rodada, Hulkenberg viu Vettel e Massa sumirem à frente. A partir daí, o germânico ficou mais preocupado em controlar sua diferença para Kvyat, o 10º, e assegurar os tão desejados pontos. O que Nico não esperava era um erro grotesco de Grosjean. Na volta 49, o francês aplicou uma volta em Will Stevens (Manor) e fechou o retardatário de forma abrupta. Resultado: a asa dianteira do carro do britânico furou o pneu traseiro esquerdo do Lotus de Romain, que teve que voltar aos boxes. Pelo incidente, Grosjean levou uma punição de 5s, que foi acrescida ao seu tempo de corrida. Com a patacoada do francês, Hulk assumiu o oitavo lugar para não mais perdê-lo.

Pressionado por Vettel e Massa, Nico andou além do limite: após rodada, queda para o nono lugar

Pressionado por Vettel e Massa, Nico andou além do limite: após rodada, queda para o nono lugar

A vitória em Montreal ficou com Lewis Hamilton (Mercedes), seguido por Nico Rosberg (Mercedes) e Valtteri Bottas (Williams). Porém, havia celebração para Hulkenberg – afinal, o resultado dava fim ao jejum de pontos na temporada. “Estou muito feliz por sair daqui com quatro pontos. Em geral, foi um fim de semana positivo: continuamos extraindo uma boa performance do VJM08 e a equipe está se esforçando ao máximo para encontrar mais velocidade. Tivemos uma boa sequência nas últimas etapas, com Checo pontuando no GP de Mônaco, e os meus pontos hoje (domingo). Isso significa que estamos progredindo e nos aproximando do quinto lugar no campeonato. Dessa forma, acredito que a segunda metade da temporada deverá ser bastante interessante”.

Sobre o duelo com Vettel, Hulk admitiu que deveria ter sido mais cauteloso. Entretanto, defendeu sua postura – afinal, os dois alemães disputavam uma posição. “Eu provavelmente não deveria ter me defendido de modo tão agressivo contra Sebastian (Vettel), mas quando você é um piloto, não quer desistir de uma posição sem lutar. Ele foi por fora e eu estava por dentro, freando na sujeira. Ele não me deixou nenhum espaço. Portanto, para evitar o toque, continuei freando, perdi a traseira e rodei. Felizmente, pude continuar sem perder muito tempo”, explicou-se Nico, sem arrependimentos e com quatro pontos no bolso.

Com o oitavo lugar em Montreal, Hulkenberg alcançou a 12ª posição do Mundial, com 10 pontos

Com o oitavo lugar em Montreal, Hulkenberg alcançou a 12ª posição do Mundial, com 10 pontos

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Canadá, Force India, Manor, Montreal, Nico Hulkenberg, Sergio Pérez, Toro Rosso, Will Stevens. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s