Inglaterra-2014: Kvyat supera Vergne no duelo da Toro Rosso

Daniil Kvyat teve melhor desempenho que Jean-Eric Vergne em Silverstone: importante nono lugar

Daniil Kvyat (à frente) teve melhor desempenho que Jean-Eric Vergne em Silverstone: importante 9º lugar

O duelo interno na Toro Rosso esquentou de vez em Silverstone, palco do GP da Inglaterra, disputado no último domingo, 6 de julho de 2014. Depois de Jean-Eric Vergne conquistar o oitavo lugar no GP do Canadá, em Montreal, o companheiro do francês, Daniil Kvyat, tratou de dar o troco em solo inglês. O russo superou o parceiro de time tanto no treino oficial quanto na corrida, obtendo um importante nono lugar na terra da Rainha. Como Jean-Eric ficou em 10º, a vantagem do gaulês no Mundial caiu apenas um ponto – agora, Kvyat tem 6 pontos do campeonato, contra 9 de Vergne. Entretanto, a disputa entre os dois se acirrou definitivamente após o resultado favorável a Daniil no tradicional circuito britânico.

Vergne desembarcou em Silverstone decidido a manter-se como líder da Toro Rosso. Tanto que na sexta-feira, dia dos primeiros treinos livres para o GP da Inglaterra, o francês acabou se colocando entre os 10 mais velozes. Jean-Eric ficou em 10º, com 1m36s583, 0s195 à frente de Kvyat – o russo anotou 1m36s778, o 12º melhor. Ficar atrás do gaulês deixou Daniil irritado após as sessões. “Não fiquei satisfeito com o equilíbrio do carro. As condições estavam bem enganosas, com o vento e a pista escorregadia. Mas, como sempre, vamos ver os dados para ver um jeito de melhorar para amanhã (sábado)”, observou.

Missão cumprida: Daniil chegou a Silverstone com dois objetivos - pontuar e bater Vergne

Missão cumprida: Daniil (2º da esq. para a dir.) tinha dois objetivos em Silverstone – pontuar e bater Vergne

A lamentação de sexta se tornou combustível para Kvyat na sessão classificatória no sábado. Determinado a bater Vergne, o russo pouco se importou com a instabilidade climática que embaralhou as forças nos treinos de Silverstone. Pelo contrário: o jovem de 20 anos se beneficiou dos problemas enfrentados com os pilotos da Ferrari e da Williams para alcançar o Q3. Para Daniil, havia um porém: Jean-Eric também havia avançado para o treino que reunia os 10 mais velozes do dia. A dupla só fez uma volta lançada. No fim, Kvyat levou a melhor. Com 1m40s707, ficou com o nono lugar no grid, 0s148 mais rápido que Vergne, o 10º. A pole foi estabelecida por Nico Rosberg (Mercedes), com 1m35s766, 4s941 à frente do russo.

“Estávamos lutando por posições muito boas hoje (sábado), mas, no final da sessão, tomamos a decisão de não andar mais. Naquele momento, parecia a decisão correta. Era difícil imaginar que alguém poderia melhorar os tempos, porque tinha chovido muito e as condições da pista estavam traiçoeiras. Mas, de qualquer forma, P9 e P10 são boas posições para a gente começar a corrida. Nós definitivamente vamos lutar bastante amanhã (domingo)”, afirmou Kvyat.

Largando em nono, Kvyat contou com a escapada de Pérez para subir uma posição

Largando em nono, Kvyat tracionou melhor que Pérez e ganhou uma posição: bom início em Silverstone

A corrida

Quando as luzes vermelhas se apagaram, Daniil tratou de defender-se à frente de Jean-Eric. Enquanto o francês teve uma péssima largada, o russo saltou bem e ganhou o oitavo lugar de Sergio Pérez (Force India). Ainda durante a volta 1, Kimi Raikkonen (Ferrari) saiu da pista. Na tentativa de retornar, o finlandês passou sobre um bump, fazendo com que perdesse o controle de seu carro. Com a Ferrari no meio do traçado, Felipe Massa (Williams) acabou atingindo Raikkonen. O bólido de Kimi acertou o guard rail com violência. Tanto que o equipamento de segurança ficou avariado. Diante do problema, a bandeira vermelha foi acionada, e a corrida ficou paralisada por 1 hora para reparo.

Na relargada, na volta 2, Kvyat não resistiu ao ataque de Valtteri Bottas (Williams). O finlandês, que saiu em 14º, fazia uma prova de recuperação após seu time falhar na escolha de pneus durante a classificação. Com equipamento inferior ao de Bottas, Daniil se viu novamente em nono. Na volta 6, o russo estava pressionado por Fernando Alonso (Ferrari). Apesar de tentar parar o espanhol, Kvyat foi ultrapassado pelo ferrarista, caindo para o 10º posto. Daniil só ganhou a nona posição na volta 11, depois da primeira parada de Sebastian Vettel (Red Bull) nos boxes. Quatro voltas depois da parada do alemão, o russo realizou seu primeiro pit stop, retornando à pista em 14º.

A estratégia de parar duas vezes acabou atrapalhando a corrida do russo

A estratégia de parar duas vezes acabou atrapalhando as pretensões do russo: nono lugar era o limite

Com os pneus médios novos no lugar dos compostos duros, Kvyat partiu para o ataque no segundo stint. Logo na volta 16, superou Pérez, assumindo o 13º posto. Na volta 18, foi a vez do russo ultrapassar Romain Grosjean (Lotus), para alcançar o 12º lugar. A partir daí, Daniil passou a tirar diferença com relação a Vergne, que ainda não tinha feito seu pit stop. Na volta 23, Kvyat se aproveitou das melhores condições de seus pneus para ultrapassar o companheiro de equipe. Daniil retornou ao top 10 depois do pit stop de Adrian Sutil (Sauber).

O abandono do líder Nico Rosberg (Mercedes), na volta 28, fez o russo da Toro Rosso chegar ao nono lugar. Duas voltas depois, o pit stop de Nico Hulkenberg (Force India) reconduziu Kvyat à oitava posição. A ascensão de Daniil, porém, parou por aí: na volta 35, realizou sua segunda e definitiva parada nos boxes, retornando à pista em 10º, imediatamente atrás de Vergne. Com a parada do francês, na passagem seguinte, Kvyat voltou para a nona colocação.

Depois da segunda parada, Daniil ainda pressionou Hulkenberg. Contudo, não conseguiu ultrapassar o alemão

Depois da 2ª parada, Daniil ainda pressionou Hulkenberg. Contudo, não conseguiu ultrapassar o alemão

A partir daí, Daniil tirou diferença com relação a Hulkenberg, iniciando uma franca disputa pelo oitavo lugar. Apesar de pressionar o alemão da Force India, o russo da Toro Rosso não conseguiu superá-lo. No fim, teve que se contentar com o nono lugar. A vitória em Silverstone ficou com o anfitrião Lewis Hamilton (Mercedes), seguido pelo combativo Valtteri Bottas (Williams), que obteve na Inglaterra seu segundo pódio na carreira – e de forma consecutiva -, e pelo constante Daniel Ricciardo (Red Bull).

“Foi uma corrida muito intensa, especialmente perto do fim, quando eu estava tentando alcançar Hulkenberg. Eu estava mais rápido que ele, mas não deu para passar. No geral, estou feliz com o final de semana. Gostei muito de guiar pelas curvas de alta de Silverstone. Depois de tudo isso, é ótimo ver o trabalho duro de todos ser recompensado com os dois carros na zona de pontuação”, apontou Kvyat, lembrando o 10º lugar de Vergne. Mas cabe o alerta ao francês: o novato quer desbancá-lo a todo custo na Toro Rosso.

Os 6 pontos de Kvyat e os 9 de Vergne colocam a Toro Rosso em 7º no Mundial de Construtores, com 15 pontos

Os 6 pontos de Kvyat e os 9 de Vergne colocam a Toro Rosso em 7º entre os Construtores, com 15 pontos

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Adrian Sutil, Daniil Kvyat, Force India, Inglaterra, Jean-Eric Vergne, Nico Hulkenberg, Sauber, Sergio Pérez, Silverstone, Toro Rosso. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s