Hungria-2013: Maldonado dá primeiro ponto à Williams

Após a largada, Pastor saltou para 11º, à frente de Rosberg: momento crucial para o ponto

Após a largada, Pastor saltou para 11º, à frente de Rosberg: momento crucial para o ponto

O GP da Hungria, disputado no último dia 28 de julho, marcou o fim do que é considerado a primeira metade da temporada 2013. No Autódromo de Hungaroring, em Budapeste, foi disputada a 10ª etapa do Mundial. E apenas na 10ª tentativa, a Williams conseguiu marcar seu primeiro ponto no ano. Graças ao abandono de Nico Rosberg (Mercedes) e à regularidade de Pastor Maldonado, o time de Frank Williams obteve um sofrido, porém alentador, 10º lugar. Pouco para as tradições da escuderia, mas importante, tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelo time até o momento.

“Finalmente um ponto”, celebrou Maldonado. “Ele é muito importante para a equipe. É um pequeno passo adiante, mas não é o suficiente. Precisamos continuar melhorando, especialmente nos treinos de classificação”, afirmou o venezuelano. Nos treinos para a prova húngara, Pastor parou no Q2, onde fez apenas o 15º tempo, com 1m21s133. “Infelizmente, cometi um pequeno erro na segunda pré-eliminatória e paguei por isso”, admitiu o sul-americano,  que foi 0s086 mais veloz que seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, 16º no grid. Todavia, ficou 1s745 de Lewis Hamilton (Mercedes).

A Williams esperava por dificuldades em Hungaroring, uma pista travada, desgastante para os pilotos

A Williams esperava por dificuldades em Hungaroring, uma pista travada, desgastante para os pilotos

A posição de largada denotava que seria mais uma corrida complicada para a escuderia de Grove. Ainda mais na exigente e desgastante pista húngara. Porém, foi no apagar das luzes vermelhas que Maldonado determinou sua condição de postulante ao top 10. “Tive uma boa largada como sempre. Depois das primeiras curvas, já estava em 11º”, contou o venezuelano. Somente na volta 1, Pastor deixou Adrian Sutil (Force India), Jean-Eric Vergne (Toro Rosso), Nico Hulkenberg (Sauber) e Nico Rosberg – este último, se envolveu num incidente com Felipe Massa (Ferrari) e caiu para o 12º lugar.

Com o alemão da Mercedes pressionando-o, o venezuelano da Williams tratou de se aproveitar do circuito travado da Hungria para segurar a 11ª posição até a volta 9, quando realizou seu primeiro pit stop por conta dos desgastes dos pneus macios da Pirelli. No retorno à pista, com pneus médios, figurou na 16ª colocação. Porém, com a parada dos demais pilotos, retomou o 11º lugar na volta 13. Contudo, havia um problema: à sua frente, estava Esteban Gutiérrez (Sauber), que largou com pneus médios e faria um longo stint. Isso atrapalhou os planos de Maldonado, que ficou encaixotado atrás do mexicano.

O venezuelano segurou Rosberg o quanto pôde, mas foi superado pelo alemão na volta 23

O venezuelano segurou Rosberg o quanto pôde, mas foi superado pelo alemão na volta 23

Gutiérrez só foi aos boxes na volta 23, assim como seu compatriota Sergio Pérez (McLaren). Na mesma passagem, Rosberg ultrapassou Pastor que, ainda assim, estava em 10º. O venezuelano permaneceria no top 10 até a volta 28, quando realizou seu segundo pit stop. No retorno à pista, novamente com pneus médios, se viu na 14ª posição, mas, logo na volta 30, superou Vergne e assumiu o 13º lugar. O piloto da Williams, então, passou a perseguir Daniel Ricciardo (Toro Rosso). Na volta 36, Maldonado ganhou a posição do australiano, e ainda contou com a nova parada de Hulkenberg para aparecer em 11º.

Na volta 38, foi a vez de Pérez realizar novo pit stop. O sul-americano retornou ao 10º lugar. Ali permaneceria até a volta 51, quando fez sua terceira e definitiva parada. Todavia, perdeu a posição para o mexicano, caindo para a 11ª posição. A diferença de nível entre McLaren e Williams era gritante. Logo, sonhar com o top 10 era heresia para Pastor. Foi quando, a seis voltas do final, a sorte sorriu para Maldonado e para a Williams. O motor Mercedes de Rosberg estourou, e o alemão, então em oitavo, foi obrigado a abandonar. Pronto: o sul-americano estava em 10º.

Pastor andou à frente de Pérez, mas no fim, estava distante do mexicano na luta pelo top 10: ponto caiu do céu

Pastor andou à frente de Pérez, mas no fim, estava distante de Sergio na luta pelo top 10: ponto caiu do céu

“Esse ponto é suficiente para mostrar a todos que temos melhorado”, afirmou Pastor, sem se esquecer dos pontos positivos da Williams no fim de semana. “Mostramos que podemos ser competitivos. Não somos os mais rápidos, mas somos consistentes, e isso é um dos nossos pontos fortes. Agora, estamos na metade da temporada, então temos muitas corridas pela frente, e espero marcar pontos daqui até o final. O potencial é enorme. Só temos de unir esforços para conseguir isso. É bom ir para o intervalo com um ponto. Isso elevará o moral de todos”, concluiu Maldonado.

Para Maldonado, o ponto obtido em Hungaroring animará a Williams para a 2ª metade da temporada

Para Maldonado, o ponto obtido em Hungaroring animará a Williams para a 2ª metade da temporada

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Adrian Sutil, Esteban Gutiérrez, Force India, Frank Williams, Hungaroring, Hungria, Nico Hulkenberg, Pastor Maldonado, Sauber, Toro Rosso, Valtteri Bottas, Williams. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s