Inglaterra-2013: um fim de semana de sonho para Ricciardo

Daniel em ação no primeiro treino livre: melhor tempo da sessão, que ocorreu debaixo de chuva

Daniel em ação no 1º treino livre: melhor tempo da sessão, que ocorreu debaixo de chuva

Daniel Ricciardo teve um fim de semana digno de se tirar o chapéu em Silverstone, palco do GP da Inglaterra, oitava etapa do Mundial de 2013 da Fórmula 1. O australiano aproveitou-se do anúncio da retirada do compatriota Mark Webber da Red Bull e mostrou serviço aos chefes da equipe tricampeã do mundo. No tradicional autódromo inglês, Ricciardo fez de tudo: na sexta, debaixo de muita chuva, liderou o primeiro treino livre; no sábado, levou a Toro Rosso ao quinto lugar no grid – o melhor desempenho da escuderia desde a pole de Sebastian Vettel em Monza-2008; e, no domingo, 30 de junho de 2013, andou sempre entre os ponteiros, mas terminou em oitavo lugar.

O piloto da Oceania se destacou enquanto esteve no cockpit. Desde o momento em que se arriscou a encarar a pista molhada na sexta, Ricciardo foi bem-sucedido. Metade do grid não fez volta na sessão – apenas 11 carros anotaram tempos. Daniel foi o piloto que mais deu voltas no encharcado traçado de Silverstone (10, no total) e anotou, na última tentativa, o tempo de 1m54s249, mais de sete décimos à frente de Nico Hulkenberg (Sauber). Foi o suficiente para todos os olhos do paddock se virarem para o australiano, um dos candidatos à vaga de Webber na Red Bull em 2014 – os outros potenciais pleiteantes são Kimi Raikkonen (Lotus) e Jean-Eric Vergne (Toro Rosso).

No cockpit da Toro Rosso, Ricciardo pode ocupar a vaga de Webber na Red Bull em 2014

No cockpit da Toro Rosso, Ricciardo pode ocupar a vaga de Webber na Red Bull em 2014

No sábado, a chuva passou longe de Silverstone. Mas Ricciardo pouco se importou. No terceiro treino livre, anotou o sexto melhor tempo, com 1m32s440, 0s9 atrás de Nico Rosberg (Mercedes), o mais rápido da sessão. No classificatório, o australiano da Toro Rosso voltou a figurar entre os mais velozes. Tanto que levou seu carro ao Q3, algo que seu companheiro de time, Vergne, não conseguiu. Na sessão decisiva, Daniel fez o sexto melhor tempo (1m30s757), 1s150 mais lento que Lewis Hamilton (Mercedes), o pole. Porém, com a desclassificação de Paul di Resta (Force India), Ricciardo herdou o quinto lugar no grid. Ficou atrás apenas de Hamilton, Rosberg, Vettel e Webber. Um verdadeiro assombro.

“Depois de largar do fundão nas duas últimas corridas, esperava estar forte aqui e estava mais motivado que nunca. No entanto, se eu tivesse dito que poderia estar em quinto, ficaria muito surpreso”, afirmou o piloto da Toro Rosso no sábado. Para a corrida, ele observou que a condição da pista seria preponderante para o resultado. “Acredito que amanhã (domingo) será mais quente, o que deve tornar as condições da pista bem desafiadoras. Este é um circuito muito exigente, com várias curvas de alta, então os pneus não terão muito tempo para descanso”.

Daniel sempre andou entre os primeiros em Silverstone

Daniel sempre andou entre os primeiros em Silverstone

O domingo veio ensolarado em Silverstone. Para Ricciardo e todo o grid, isso foi um grande problema. Os pneus Pirelli – sobretudo os compostos traseiros esquerdos – se deterioravam com facilidade. Dessa forma, o calor transformou a etapa britânica em prova de sobrevivência. Na largada, Daniel saltou mal e foi superado por Adrian Sutil (Force India), Felipe Massa (Ferrari) e Raikkonen. Porém, ficou à frente de Webber, que despencou para o final do pelotão. com isso, o australiano completou a volta 1 na sétima posição.

O piloto da Toro Rosso ficaria ali até a volta 7, quando o líder Hamilton viu seu pneu traseiro esquerdo se dechapar. O problema de Lewis colocou Ricciardo no sexto lugar. Porém, ele sofria com a pressão de Fernando Alonso (Ferrari). Na volta 10, o australiano foi superado pelo espanhol. Na mesma passagem, Massa sucumbiu à borracha da Pirelli e, repetindo Hamilton, teve o pneu estourado. Daniel seguiu no sexto lugar até a volta 11, quando fez seu primeiro pit stop. Ao voltar à pista, estava em 10º. Mas, com a parada dos demais adversários, se viu mais uma vez no sétimo lugar – Romain Grosjean (Lotus) ganhou o posto dele.

O australiano da Toro Rosso andou no mesmo ritmo que McLaren e Ferrari

O australiano da Toro Rosso andou no mesmo ritmo que McLaren e Ferrari

Na volta 15, um novo incidente envolvendo a Pirelli. A vítima, desta vez, foi o companheiro de Ricciardo. Vergne viu seu pneu traseiro esquerdo explodir. O terceiro caso fez com que a direção de prova decidisse pela entrada do safety car na pista na volta 16. Durante seis voltas, a corrida seguiu sob bandeira amarela. Os fiscais limparam a pista com o intuito de minimizar o caos provocado pela borracha italiana. Na relargada, dada na volta 22, as principais posições foram mantidas. Daniel, então, passou a pressionar Grosjean. Na volta 27, o australiano partiu para cima do francês e ganhou o sexto lugar.

Ricciardo se segurou o quanto pôde em seu segundo stint. Tanto que, com as paradas de Alonso, Webber e Raikkonen, apareceu na terceira posição, na volta 32. Na volta seguinte, o australiano foi aos boxes. Daniel só voltaria novamente à sétima posição na volta 37, após todos realizarem seus pits pela segunda vez. Ali continuaria até a volta 42, quando a caixa de câmbio do Red Bull de Vettel o traiu. O alemão, que ocupava a liderança desde o problema de Hamilton, abandonou a prova na Reta dos Boxes. Com o carro de Sebastian parado em local perigoso, a direção da corrida chamou novamente o safety car para a pista.

Com o safety car após o abandono de Vettel, Ricciardo ficou na pista: erro custou uma melhor posição no GP da Inglaterra

Com o safety car após o abandono de Vettel, Ricciardo ficou na pista, o que custou uma melhor posição no GP

Com a bandeira amarela, Webber e Alonso foram para os boxes. Ricciardo preferiu continuar na pista. Essa atitude acabou por definir o destino de Daniel no GP da Inglaterra. Na relargada, o australiano da Toro Rosso estava em quarto lugar, atrás apenas de Rosberg, Raikkonen e Sutil. Porém, com os pneus desgastados, não resistiu a Mark e Fernando. Nas voltas finais, ainda acabou sendo superado por Hamilton e Massa. Ainda assim, apesar do erro estratégico, Ricciardo fez um balanço positivo do oitavo lugar na prova britânica.

“Oitavo é um bom resultado, mas eu vejo isso como uma oportunidade perdida de marcar mais pontos, pois hoje estávamos mais rápidos que a Ferrari, então terminar atrás delas, especialmente de Massa – que teve um problema nos pneus –, é um pouco frustrante”, disse Daniel. “Essa foi uma corrida caótica, mas durante boa parte dela eu estava em uma boa posição. Já no fim, eu tinha um ritmo muito bom, mas acho que deveríamos ter apostado em uma estratégia diferente quando o último safety car entrou. Após a relargada, estávamos com pneus usados, e quem colocou novos pôde me passar”, lamentou.

O bom momento na temporada pode levar Ricciardo à Red Bull.

O bom momento na temporada pode levar Ricciardo à Red Bull

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Adrian Sutil, Daniel Ricciardo, Force India, Inglaterra, Jean-Eric Vergne, Nico Hulkenberg, Paul di Resta, Sauber, Silverstone, Toro Rosso. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s