Bahrein-2013: Sakhir, o quintal de casa para Di Resta

Apesar da força dos rivais, Paul di Resta ficou em quarto no GP do Bahrein de 2013

Apesar da força dos rivais, Paul di Resta ficou em quarto no GP do Bahrein de 2013

Paul di Resta nasceu em 16 de abril de 1986, num lugarejo perdido no meio da Escócia chamado Uphall. Porém, caso alguém pense em perguntar para o piloto da Force India onde ele se sente em casa, o britânico dirá, sem pestanejar: Autódromo Internacional de Sakhir, no Bahrein. Sua cidade natal e o circuito barenita estão separados por cerca de 7 mil km de distância. Mas é na pista do Oriente Médio onde Paul obteve seus melhores resultados na Fórmula 1. Em 2012, quando correu às margens do Golfo Pérsico, Di Resta conquistou o sexto lugar. Em 21 de abril de 2013, cinco dias depois de completar 27 anos, ganhou um belo presente de aniversário: o quarto lugar no GP do Bahrein, igualando o feito de Cingapura-2012.

Na prova disputada em Sakhir, Di Resta teve o pódio nas mãos. Além de liderar por três voltas, figurou na segunda e terceira posições. Todavia, não resistiu à dupla da Lotus, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, no fim da corrida. A vitória ficou com Sebastian Vettel (Red Bull), a 28ª na carreira do atual tricampeão mundial. Ainda assim, Paul novamente deixou boa impressão no Bahrein. Desde os treinos, o escocês da Force India mostrou velocidade e figurou entre os primeiros. No classificatório, no sábado, alcançou o Q3 e foi o sétimo mais veloz. Com as punições dadas a Lewis Hamilton (Mercedes) e Mark Webber (Red Bull), acabou sendo alçado ao quinto lugar no grid.

Nos treinos, Di Resta levou a Force India ao Q3; na largada, alinhou na quinta posição

Nos treinos, Di Resta levou a Force India ao Q3; na largada, alinhou na quinta posição

Estar no top 5 para o GP do Bahrein animou Di Resta. Repetir o bom momento de 2012 passou a ser algo real para o escocês. A situação melhorou ainda mais depois da largada. Partindo do lado limpo da pista, o piloto da Force India superou Felipe Massa (Ferrari). À sua frente, apenas Nico Rosberg (Mercedes), que largou na pole, Sebastian Vettel e Fernando Alonso (Ferrari). Com a perda do rendimento dos pneus médios de seu Mercedes, Rosberg foi ultrapassado por Vettel na volta 3 e por Alonso na volta 5. Na passagem seguinte, foi a vez de Paul medir forças com Nico, assumindo o terceiro lugar.

Se já estava bom, Di Resta teria uma surpresa que deixaria sua situação ainda melhor na pista. Alonso enfrentou problemas no DRS de sua Ferrari e parou nos boxes, abrindo caminho para o escocês conquistar o segundo lugar. Num bom ritmo com os pneus médios, Paul seguiu na pista, enquanto os adversários faziam o primeiro pit stop. Na volta 10, Vettel realizou sua parada. Com isso, Di Resta era o primeiro colocado no Bahrein. Se em 2012 o escocês liderou uma volta, desta vez ele ponteou a prova por três passagens (da 11 a 13). Foi uma liderança virtual, é verdade, mas mostrou que o trabalho realizado pela Force India estava sendo bem-sucedido.

Com o problema de Alonso, Di Resta assumiu o segundo lugar. Depois, liderou em Sakhir por três voltas

Com o problema do DRS de Alonso, Di Resta foi para segundo. Depois, o escocês liderou em Sakhir por 3 voltas

Na volta 14, Paul foi aos boxes. No retorno à pista, se encontrava na nona posição. A partir daí, teve início a segunda sessão de pit stop. Com as paradas de Massa e Raikkonen na volta 16, o britânico subiu para sétimo. Com a ida de Rosberg e Sergio Pérez (McLaren) aos boxes na volta 20, Di Resta apareceu em quinto. Na volta 23, Mark Webber (Red Bull) fez sua parada, e o escocês figurou na terceira posição. Somente na volta 26, com o pit stop de Grosjean – que estendeu ao máximo sua segunda parada -, Paul voltou à segunda colocação.

Di Resta se manteve firme na vice-liderança. Não sofreu ameaças de Raikkonen e Webber, seus principais perseguidores. Na volta 37, realizou seu segundo e definitivo pit stop, retornando à pista na oitava colocação. Porém, percebeu ter perdido posição para Kimi, que adiantou sua ida aos boxes (fez o pit na volta 35). Com a parada de Grosjean na volta 43, Paul figurou na terceira posição, atrás apenas de Vettel e Raikkonen. Todavia, se viu perseguido por Romain.

O britânico não resistiu ao ataque final de Grosjean, cedendo seu lugar no pódio

O britânico não resistiu ao ataque final de Grosjean, cedendo seu lugar no pódio

Na volta 51, com pneus desgastados, acabou cedendo o lugar no pódio para o francês. Faltavam apenas seis voltas para o pódio. “A luta do pódio foi muito acirrada. Estávamos sempre em desvantagem por causa da estratégia e, infelizmente, eu acho que (Romain) Grosjean tinha sempre jogos novos de pneus médios, por isso esteve sempre muito forte”, explicou.

Ainda assim, celebrou seu desempenho em solo barenita. “O quarto lugar foi um resultado positivo e que devo à equipe. Foi a corrida mais forte que já tive na Fórmula 1. Corri o tempo todo no limite, liderei por um tempo e acho que tivemos um fim de semana muito competitivo aqui no Bahrein”, afirmou Di Resta após a prova em Sakhir. Ele encerrou suas impressões com um pressentimento. “Acho que podemos alcançar o pódio algum dia”.

O bom desempenho animou Di Resta: sonho com um lugar no pódio

O bom desempenho animou Di Resta: sonho com um lugar no pódio

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Adrian Sutil, Bahrein, Force India, Paul di Resta, Sakhir. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s