Austrália-2013: um sutil retorno de Adrian em Melbourne

Adrian Sutil liderou 11 voltas no GP da Austrália de 2013

Adrian Sutil liderou 11 voltas no GP da Austrália de 2013

Ele ficou um ano afastado do grid da Fórmula 1. Viveu um período sabático por conta de polêmicas extrapistas. Em 2013, ganhou a oportunidade de retornar ao ‘circo’ após vencer um duelo particular com um jovem promissor. O prêmio após todas as dificuldades veio em Melbourne: durante 11 voltas, Adrian Sutil manteve a Force India na liderança no GP da Austrália. De quebra, o alemão ficou com o sétimo lugar na prova. Um desempenho para ninguém colocar defeito.

“É surpreendente ver o quanto eu estava bem. Quando vi P1 na placa, foi emocionante”, lembrou Sutil em entrevista à revista alemã ‘Auto Motor und Sport’. “Tendo em conta que há três semanas sequer tinha um carro e só consegui testar durante três dias em Barcelona, não poderia ter sido melhor“, comemorou Adrian.

Em abril de 2011, Adrian foi acusado de agressão por executivo da Lotus

Em abril de 2011, Adrian foi acusado de agressão por executivo da Lotus

Para entender a satisfação do alemão, é preciso voltar no tempo. Mais precisamente para a noite de 17 de abril de 2011. Ali, a carreira de Adrian sofreria um duro golpe. Horas depois de disputar o GP da China, em que ficou apenas na 15ª posição, o então piloto da Force India foi a uma festa na boate M1nt, em Xangai. Ao invés de de um passatempo, o alemão acabou se tornando protagonista de uma confusão na casa noturna.

Sutil foi acusado de agredir Eric Lux, executivo da Genii Capital, empresa do setor financeiro que controla a Lotus. O dirigente levou 24 pontos após a suposta agressão de Adrian, que teria usado uma taça quebrada para cortá-lo. O piloto alegou em sua defesa que apenas jogou o conteúdo do recipiente – um espumante – em Lux. O incidente transformou-se no calvário do alemão, que acabou perdendo a vaga na Force India em 2012 para o compatriota Nico Hulkenberg.

Condenado, Sutil ficou um ano longe da Fórmula 1

Condenado, Sutil ficou um ano longe da Fórmula 1

Por conta da confusão em Xangai, Sutil acabou no banco dos réus. Em janeiro de 2012, Adrian foi julgado e condenado pelo Tribunal de Munique, na Alemanha, a 18 meses de liberdade condicional. Além disso, teve que pagar uma multa estimada em cerca de R$ 460 mil, que seria revertida em doações a instituições de caridade alemãs. Iniciava-se, assim, o ano sabático do piloto.

Por um ano, ele esteve desaparecido do ‘circo’. Ainda assim, o retorno à Fórmula 1 sempre foi desejado. A porta da Force India voltou a se abrir no fim de 2012, após a transferência de Hulkenberg para a Sauber. O time de Vijay Mallya, então, abriu uma disputa pelo cockpit de Nico. Adrian era candidato mais que natural para a vaga, mas ele teria um forte concorrente: o francês Jules Bianchi.

Sutil ganhou um duelo particular com Jules Bianchi para ficar com cockpit da Force India

Sutil ganhou um duelo particular com Jules Bianchi para ficar com cockpit da Force India

Com suporte financeiro, Bianchi parecia levar vantagem sobre Sutil. Mas as coisas se definiram favoravelmente ao alemão de 30 anos nos últimos testes pré-temporada, realizados em Barcelona, na Espanha, em fevereiro de 2013. A escuderia gostava de Adrian, e vice-versa. O veredicto de Mallya veio, e foi favorável a Sutil. O alemão ainda cumpre pena, mas entrou em contato com a justiça para ter certeza que a questão não lhe impediria de disputar a temporada normalmente. À Bianchi, sobrou a vaga na Marussia.

A primeira prova de Sutil após o retorno aconteceu justamente no último domingo, em Melbourne. Nos treinos oficiais realizados na manhã do mesmo domingo – no sábado, a classificação foi interrompida por conta da chuva torrencial que caiu sobre o circuito de Albert Park -, Adrian parou no Q2, classificando-se em 12º. Seu companheiro na Force India, o escocês Paul di Resta, foi melhor – passou para o Q3 e ficou em 8º.

Tática ajudou Sutil a liderar a prova em Melbourne

Tática ajudou Sutil a liderar a prova em Melbourne

Na corrida, realizada seis horas após o treinamento, Sutil largou com cautela. Sem Hulkenberg na 11ª posição – o alemão não alinhou a Sauber no grid -, Adrian superou Romain Grosjean (Lotus) e completou a volta 1 em 10º. A partir daí, a tática da Force India passou a ajudar o germânico. Os pilotos das principais equipes optaram por três pit stops em Melbourne e largaram com pneus supermacios, menos resistentes. Sutil largou com os compostos médios, mais duráveis. Resultado: a ascensão de Adrian.

“Eu comecei com pneus médios, em uma estratégia diferente dos carros que estavam à minha frente, e penso que foi uma boa tática. Estabeleci um bom ritmo e o carro estava andando bem com os pneus médios. Consegui acompanhar o pelotão da frente sabia que iriam para os boxes cedo”, afirmou o alemão da Force India após a prova.

Na volta 9, Sutil aparecia em terceiro, atrás apenas da dupla da Mercedes – Lewis Hamilton e Nico Rosberg -, que também planejava duas paradas. Enquanto isso, Ferrari, Red Bull e Lotus já haviam realizado seus pit stops. A tática da Mercedes ruiu por terra na volta 13. Hamilton e Rosberg não resistiram e foram aos boxes. Na volta 14, Adrian assumiu a ponta pela primeira vez na carreira. Depois de 90 GPs, viu seu nome ao lado dos dizeres ‘P1’.

Adrian Sutil lidera Vettel, Massa e Alonso na Austrália

Adrian Sutil lidera Vettel, Massa e Alonso na Austrália

Por sete voltas seguidas, Sutil liderou o GP da Austrália. Não foi ameaçado por Sebastian Vettel (Red Bull), segundo colocado. Após a parada de boxes, na volta 20, Adrian retornou à pista na sexta posição. Atrás de Vettel e à frente de Felipe Massa (Ferrari). Detalhe: ambos já haviam feito o segundo pit stop. Com o abandono de Rosberg e a segunda ida aos boxes de Hamilton, Sutil estava em quarto. À sua frente, apenas Kimi Raikkonen (Lotus), Fernando Alonso (Ferrari) e Vettel. Enquanto isso, segurava Massa com maestria.

Com a segunda parada de Raikkonen na volta 34, e os terceiros pit stops de Vettel na 37 e Alonso na 39, Adrian se viu novamente na liderança. Desta vez, por quatro voltas. Na volta 43, Kimi reassumiu a ponta para não mais perdê-la. Na 46, o alemão da Force India fez sua segunda e definitiva parada. Voltou em quinto, atrás de Raikkonen, Alonso, Vettel e Massa. Todavia, com um problema: estava com os pneus supermacios.

Bom desempenho levou o alemão da Force India ao 7º lugar em Melbourne

Bom desempenho levou o alemão da Force India ao 7º lugar em Melbourne

“A parte final da corrida, quando eu estava usando os supermacios, foi um pouco mais complicada, pois os pneus começaram a “granular” e perdi algumas posições”, reconheceu Sutil. Ele foi superado por Hamilton e Mark Webber (Red Bull) na volta 51 e se viu numa situação difícil. “Comecei a pensar que teria que ir para os boxes mais uma vez, mas os pneus melhoraram e consegui manter a sétima colocação”.

No final, além de assegurar os seis pontos, ficou imediatamente à frente de Di Resta, o oitavo colocado. Por isso, festa em dobro na Force India. “Foi uma corrida fantástica e um sentimento incrível. O resultado é uma ótima forma de se começar um campeonato para a equipe. Gostaria apenas de agradecê-los mais uma vez”, ressaltou Sutil. Melhor retorno para ele, impossível.

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Adrian Sutil, Force India, Jules Bianchi, Nico Hulkenberg, Paul di Resta. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s