Brasil-2012: A última (e melhor) impressão de Hulkenberg

Nico Hulkenberg deu um show à parte no GP do Brasil de 2012

Nico Hulkenberg deu um show à parte no GP do Brasil de 2012

Um dito popular decreta: “a primeira impressão é a que fica”. Entretanto, na Fórmula 1, esse mantra é deixado de lado. Para muitos dentro do ‘circo’, a melhor imagem precisará ser sempre a última corrida. Sobretudo se essa for a derradeira etapa de um campeonato. Afinal, entre o GP do Brasil de 2012 e o GP da Austrália de 2013, que abrirá a temporada do ano que vem no próximo dia 17 de março, há um hiato de quase quatro meses. Logo, por 112 dias, a última impressão remeterá a Interlagos.

Por conta disso, Nico Hulkenberg (Force India) tem motivos de sobra para celebrar. No dia 25 de novembro de 2012, o alemão se tornou protagonista em São Paulo. Foi o piloto que liderou mais voltas na etapa brasileira – 30, no total. Combativo, duelou de igual para igual com as McLaren de Lewis Hamilton e Jenson Button. Um vacilo na tentativa de recuperar a ponta custou não só a vitória para Hulk, mas também o pódio. Ainda assim, foi uma atuação digna de reverência, graças, sobretudo, a uma condução precisa num piso molhado.

Hulk tem um caso de amor com Interlagos - pole em 2010 com a Williams

Hulk tem um caso de amor com Interlagos – pole em 2010 com a Williams

Nico tem um caso de amor com o Autódromo José Carlos Pace. Foi em Interlagos, em 2010, que o alemão obteve sua primeira – e única até aqui – pole na carreira. A bordo de uma Williams, e em uma pista úmida, Hulkenberg surpreendeu ao anotar o melhor tempo. É bem verdade que foi facilmente superado naquela largada. Mesmo assim, a façanha foi enorme.

Dois anos se passaram, e Hulk novamente mostrou serviço. Nos treinos classificatórios, no sábado, foi sétimo, mas uma punição a Pastor Maldonado (Williams) elevou o piloto da Force India ao sexto lugar. Com um tempo de 1m13s206, ficou a 0s7 da pole, anotada por Hamilton. E isso com pista seca. Como a meteorologia previa chuva para a prova de domingo, o alemão passou a apostar num bom resultado no Brasil.

Largada do GP do Brasil de 2012: Nico escapou do incidente da primeira volta

Largada do GP do Brasil de 2012: Nico (em 6º) escapou do incidente da primeira volta

A largada aconteceu sob fina garoa. Nico passou ileso à grande confusão da primeira volta, que tirou Bruno Senna (Williams) e Sergio Pérez (Sauber) da prova e jogou Sebastian Vettel (Red Bull), líder do Mundial, para o último lugar. O piloto da Force India manteve o sexto lugar, passando a acompanhar Fernando Alonso (Ferrari), o vice-líder do campeonato. Na volta 2, o espanhol superou Felipe Massa (Ferrari) e Mark Webber (Red Bull). Hulk foi no embalo do bicampeão, alcançando o quarto posto.

Com o passar do tempo, a pista ficava cada vez mais escorregadia. Na volta 5, a chuva se intensificou. Alonso escapou na freada do S do Senna e perdeu o terceiro lugar para o alemão da Force India. À frente de Hulkenberg, sobrava a dupla da McLaren. Hamilton e Button se revezavam na liderança da prova. Nico aproveitou-se da condição da pista e da disputa para se aproximar de Lewis e Jenson.

Manter-se com pneus slick na pista molhada foi fundamental para o alemão da Force India

Manter-se com pneus slick na pista molhada foi fundamental para o alemão da Force India

Na volta 10, Hamilton foi para os boxes colocar pneus intermediários. Sem Lewis, Button passou a ser perseguido por Hulkenberg. Apenas os dois estavam com pneus slick na chuva. Os demais fizeram o pit stop. “Estava difícil manter o carro na pista em condições tão úmidas, mas não estava muito molhado a ponto de colocar os intermediários, então fiquei com os slicks. Foi a decisão correta”, afirmou.

Com um ritmo consistente, Nico pressionava Jenson. O surpreendente aconteceria na volta 18: Hulk superou o campeão de 2009 e assumiu a liderança do GP do Brasil. O cenário era amplamente favorável para o alemão da Force India. Apenas ele e Button não haviam trocado de pneus. Os demais estavam distantes da dupla e começaram a fazer a segunda troca de pneus, pois a pista secara. A vitória era algo palpável.

Por 30 voltas, Hulkenberg liderou o GP do Brasil

Por 30 voltas, Hulkenberg liderou o GP do Brasil. Nunca a Force India ponteou uma prova por tanto tempo

Porém, na volta 21, Nico Rosberg (Mercedes) teve um pneu furado por conta de detritos deixados pelos carros, e a direção da prova decidiu colocar o safety car para fazer a limpeza do traçado. Com a bandeira amarela, Hulkenberg e Button foram aos boxes. Nico voltou à ponta, seguido pelo inglês. A relargada veio na volta 26. O piloto da Force India se impôs e não teve a liderança ameaçada. Jenson, por sua vez, perdeu a segunda posição para Hamilton. Lewis, porém, não conseguia andar no ritmo do alemão.

Tudo caminhou bem até a volta 48, quando Nico derrapou na entrada do Pinheirinho. Ele mostrou categoria ao segurar o carro, mas perdeu a ponta para Hamilton. A queda para o segundo lugar não freou o ímpeto de Hulk, que passou a focar a liderança a todo custo. A chuva voltou a apertar em São Paulo, e o alemão tirou a diferença para o campeão de 2008.

O choque entre Nico e Lewis foi determinante para a corrida: vitória no colo de Button

O choque entre Nico e Lewis foi determinante para a corrida: vitória no colo de Button

Na volta 55, o lance capital do GP do Brasil: Hulkenberg iniciou manobra de ultrapassagem sobre Lewis na freada do S do Senna. Todavia, perdeu a traseira de seu Force India. Na derrapagem, abalroou a McLaren de Hamilton, e os dois deixaram a pista. Nico ainda retornou à corrida, mas o inglês foi obrigado a abandonar. Um lance de corrida. Hulk ainda era o segundo – a liderança caíra no colo de Button. Entretanto, a direção de prova considerou Hulk culpado pelo incidente.

“Cometi um pequeno erro. Foi uma pena para nós dois porque estávamos tendo uma grande batalha”, lamentou Nico. Na volta 58, o alemão da Force India foi punido com um drive-through, fazendo-o despencar para o quinto lugar. Apesar de pressionar Webber, Nico não conseguia ultrapassar o australiano da Red Bull. Quando parecia que ia superá-lo, uma nova frustração: na volta 69, seu companheiro Paul di Resta bateu na Curva do Café. A bandeirada foi dada sob bandeira amarela.

Apesar do quinto lugar, Hulk tem motivos de sobras para celebrar seu desempenho em Interlagos

Apesar do quinto lugar, Hulk tem motivos de sobras para celebrar seu desempenho em Interlagos

Ao invés de saborear a vitória, Hulkenberg teve de se contentar com um quinto lugar – Button venceu, seguido por Alonso, Massa e Webber. Vettel, em sexto, celebrou o tricampeonato mundial aos 25 anos. Com a mesma idade que Sebastian, Nico teve uma dura lição. Mesmo assim, impressionou Interlagos pela segunda vez na carreira. “Foi muito divertido. Divertido, e havia muita coisa acontecendo o tempo todo. Tivemos uma grande chance de terminar no pódio, mas o carro escorregou, o que foi uma pena”.

Hulk viu seu nome ser ratificado na Fórmula 1 de forma definitiva. Tanto que passará a defender a Sauber em 2013. Se repetirá os bons desempenhos de 2012 no time suíço? Não se sabe. Ao menos, até março do ano que vem, a última impressão de Nico será a melhor possível.

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Brasil, Bruno Senna, Force India, Interlagos, Nico Hulkenberg, Pastor Maldonado, Paul di Resta, Sauber, Sergio Pérez, Williams. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s