EUA-2012: no Velho Oeste texano, o xerife foi Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg batalhou com Lotus e Williams para ficar em oitavo

Nico Hulkenberg batalhou com Lotus e Williams para ficar em oitavo

O Circuito das Américas, em Austin, no Texas, recebeu pela primeira vez o GP dos Estados Unidos no último domingo. Construída no Velho Oeste ianque sob um projeto do engenheiro alemão Hermann Tilke, a pista viu um outro tedesco dar as cartas na prova. Nico Hulkenberg (Force India) batalhou com os pilotos de Lotus e Williams para assegurar uma posição no top 10 na 19ª etapa do Mundial de 2012. A oitava colocação não veio fácil. Afinal, o germânico lutou da primeira à última volta para conquistar quatro pontos.

Irrepreensível na segunda metade da temporada, Hulk tem mostrado porque fez jus à sua transferência para a Sauber – Nico guiará para o time suíço em 2013. Demonstrando uma grande capacidade para se adaptar ao novo traçado, o piloto da Force India deu um show à parte na pista norte-americana. Nos treinos, sempre foi veloz. No classificatório de sábado, o ápice do fim de semana: Hulkenberg avançou para o Q3 e fez o oitavo melhor tempo. Com as punições de Romain Grosjean (Lotus) e Felipe Massa (Ferrari), largaria em sexto lugar.

Hulk viveu o ápice em Austin no sábado: Q3 e sexto lugar no grid de largada

Hulk viveu o ápice em Austin no sábado: Q3 e sexto lugar no grid de largada

“Estou feliz por conquistar outro top 10 nos treinos. Foi um grande esforço de todo o time. Minha volta no Q3 não foi tão ruim, mas eu fui um pouco atrapalhado por uma Williams (de Pastor Maldonado) nas últimas duas curvas, então talvez ainda tivesse um pouco mais para dar. No geral, estou satisfeito. Estamos em boa forma e eu estou realmente gostando de guiar aqui nesta pista”, afirmou o alemão no sábado.

A satisfação de Hulkenberg com Austin seguiu sendo exibida assim que as luzes vermelhas foram apagadas para a largada. Nico se segurou na sexta posição mesmo saindo no lado mais escorregadio da pista. Na volta 2, o alemão da Force India superou o compatriota Michael Schumacher (Mercedes), atingindo a quinta posição. A partir daí, Hulk passou a sofrer com a inferioridade de seu equipamento. Tanto que passou a ser perseguido pela dupla da Lotus – Grosjean e Kimi Raikkonen.

Nico segurou Raikkonen o quanto pôde, mas o finlandês da Lotus levou a melhor

Nico segurou Raikkonen o quanto pôde, mas o finlandês da Lotus levou a melhor

Romain partiu para cima de Hulkenberg. Apesar da pressão intensa, Nico ‘domou’ o rival da Lotus. Na volta 6, Grosjean tentou ultrapassá-lo, mas levou um ‘x’. Na sequência, um novo erro do francês, que rodou e perdeu contato com o piloto da Force India. Entretanto, assim que se livrou de Romain, Hulk se viu diante da categoria de Raikkonen. Ele segurou Kimi o quanto pôde. Paciente, o campeão de 2007 e vencedor do GP de Abu Dhabi exibiu sua costumeira habilidade e superou Nico com destreza na volta 13.

A partir daí, o ritmo de Hulkenberg caiu. Os pneus de seu Force India se desgastaram. Tanto que, na volta 15, foi superado por Massa. “Nas primeiras voltas, parecíamos bastante fortes, mas meus pneus começaram a perder rendimento volta após volta”, avaliou o alemão. A solução era trocar os pneus. Na volta 18, Nico foi o primeiro a fazer o pit stop. No retorno à pista, se viu na 13ª posição.

Pneus duros dificultaram a vida de Hulkenberg no Circuito das Américas

Pneus duros dificultaram a vida de Hulkenberg no Circuito das Américas

“Quando trocamos para os pneus duros, não fomos tão competitivos, então foi um caso de forçar ao máximo para permanecer nos pontos”, comentou Hulk. Com isso, o GP dos Estados Unidos passou a ser uma prova de resistência para o piloto da Force India. Após todos realizarem a única parada nos boxes, Nico se viu na oitava posição. Mas permanecer nessa colocação foi uma tarefa árdua para o alemão.

A partir da volta 35, Hulkenberg passou a contar com a companhia de Bruno Senna e Pastor Maldonado. Os sul-americanos da Williams passaram a pressionar o alemão da Force India. Primeiro, o brasileiro Senna tentou induzir Nico ao erro. Em vão. Não bastasse isso, Bruno foi surpreendido por Pastor na volta 52. Na nona posição, o venezuelano foi com tudo para cima de Hulk. Apesar da intensa pressão, ele saiu vitorioso da disputa.

Apesar das dificuldades, o oitavo lugar agradou o alemão da Force India

Apesar das dificuldades, o oitavo lugar agradou o alemão da Force India

O oitavo lugar agradou o alemão. “Tivemos outra corrida dura, mas foi muito satisfatório ter tantas boas batalhas e marcar mais quatro pontos. Acho que extraímos o máximo do carro e devemos ficar satisfeitos com o que alcançamos”, sintetizou Hulkenberg.

Nico à parte, Lewis Hamilton (McLaren) e Sebastian Vettel (Red Bull) travaram um duro duelo pela vitória em Austin – o inglês levou a melhor. Também é verdade que Fernando Alonso fez uma corrida burocrática para carregar a Ferrari para o pódio, mantendo as chances do tricampeonato na última etapa, em Interlagos. Mas se perguntarem para grande parte dos 120 mil espectadores que estiveram em Austin, dificilmente algum irá se recordar do fim de semana de Hulk. O Contos da Fórmula 1 existe para isso.

Advertisements

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Austin, Bruno Senna, Contos da Fórmula 1, Force India, Nico Hulkenberg, Pastor Maldonado, Williams. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s