Índia-2012: Karthikeyan, um ídolo indiano mesmo em último

Nem o 21º lugar no GP da Índia tira de Narain Karthikeyan o status de herói

Nem o 21º lugar no GP da Índia tira de Narain Karthikeyan o status de herói

Narain Karthikeyan é um pioneiro. Foi o primeiro piloto da história da Índia a encarar o Mundial da Fórmula 1. Exemplo para uns, inspiração para outros, se tornou uma referência em seu país natal. Porém, a categoria máxima do automobilismo tem sido cruel com o indiano. É bem verdade que sempre esteve em cockpits que mais parecem cadeiras elétricas, mas também não demonstrou razões para estar num carro melhor. Apesar dos pesares, se tornou um ídolo por ser, sobretudo, um desbravador.

Karthikeyan iniciou na Fórmula 1 em 2005, a bordo da Jordan. Era o ocaso da escuderia de Eddie Jordan, que encarava seu último ano na categoria máxima do automobilismo. Porém, o auge de Narain aconteceria justamente no time irlandês. E ocorreu por acaso. No GP dos Estados Unidos daquele ano, em Indianapolis, os carros com pneus Michelin não largaram. Três times correram: Ferrari, Jordan e Minardi. O indiano superou apenas a dupla da Minardi, ficando em quarto.

Narain é muito admirado em seu país: 'indiano mais rápido do mundo'

Narain é muito admirado em seu país: ‘indiano mais rápido do mundo’

O feito em Indianapolis-2005 elevou Karthikeyan ao status de celebridade em uma nação com mais de 1 bilhão de habitantes. Revistas locais o elegeram como uma das 50 pessoas mais admiradas da Índia e uma das 50 personalidades mais poderosas do país desde a conquista da independência indiana, em 1947. Porém, Narain deixou o circo ao fim daquele ano. Na temporada 2006, foi piloto de testes da Williams. Depois, seguiu em outras categorias do automobilismo.

Seu retorno à Fórmula 1 só aconteceria em 2011. A tarefa era a mais árdua do grid: pilotar pela Hispania, a pior equipe da categoria. A vaga só apareceu graças ao suporte da Tata Group, uma empresa indiana que apoia Karthikeyan desde o início da carreira e financiou o retorno dele ao paddock. Naquele ano, obteve seu melhor resultado no primeiro GP da Índia da história – foi 17º lugar.

Karthikeyan queria repetir o feito do GP da Índia de 2011, quando foi... 17º lugar

Karthikeyan queria repetir o feito do GP da Índia de 2011, quando foi… 17º lugar

No último final de semana, Karthikeyan retornou ao Circuito Internacional de Buddh. Dividiu atenções com os bicampeões Sebastian Vettel (Red Bull) e Fernando Alonso (Ferrari) e foi exaltado pela mídia local. “É ótimo correr novamente na Índia, em casa”, admitiu o piloto da Hispania, cuja expectativa era repetir o feito de 2011. “Espero que tenhamos uma boa sessão de classificação”, avaliou.

No sábado, o indiano se esforçou para fazer bonito diante de seu público. Alinhou na 23ª posição, superando Charles Pic (Marussia) e ficando a 1 milésimo de Pedro de la Rosa, seu companheiro no time espanhol e 22º no grid do GP da Índia. Como em toda a temporada 2012, as pretensões da Hispania eram modestas, mas correr diante dos indianos era um impulso para Narain.

Karthikeyan superou Pic (Marussia) e ficou a 0s001 de De La Rosa no grid

Karthikeyan superou Pic (Marussia) e ficou a 0s001 de De La Rosa no grid

No domingo, a prova foi difícil para Karthikeyan. Logo após a largada, ele acabou se envolvendo na confusão provocada por Michael Schumacher (Mercedes) e Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) e perdeu um pedaço da asa dianteira. Sem os dois, completou a primeira volta em 22º lugar. “Eu tive um bom começo, mas com o toque, que não foi muito grave, passei a ter problemas com o equilíbrio do carro a partir de então”.

Além do desequilíbrio, um outro problema apareceu no Hispania do indiano a partir da volta 3: os freios do seu F112 estavam superaquecendo. A questão é crônica nos carros da escuderia, mas parecia solucionada. A partir dali, tanto Karthikeyan como De La Rosa passaram a dosar seus ritmos. Ou seja, rastejavam na pista.

Apesar da largada difícil, o superaquecimento dos freios foi o maior desafio de Narain

Apesar da largada difícil, o superaquecimento dos freios foi o maior desafio de Narain

“O maior problema foi o superaquecimento dos freios. Avisaram pelo rádio que precisava cuidar deles até o final e nós fizemos isso”, disse Narain. Isso fez o indiano perder a posição para Vergne na volta 12 e para Schumacher na volta 27. Com os abandonos de Sergio Pérez (Sauber), De La Rosa e Schumacher, Karthikeyan apareceu em 21º. E carregou seu Hispania até a linha de chegada, duas voltas atrás de Vettel, o vencedor, Alonso, o segundo, e Mark Webber (Red Bull), o terceiro.

“Hoje nós tentamos fazer o máximo, mesmo assim estou feliz por ter terminado a corrida de minha casa”, contou o indiano, o último colocado mais celebrado da atual temporada da Fórmula 1 – e sem jamais perder o grau de importância para seus fãs. Tanto que ganhou a alcunha de o indiano mais rápido do mundo.

Para Karthikeyan, o maior prêmio em Buddh foi ter terminado a corrida

Para Karthikeyan, o maior prêmio em Buddh foi ter terminado a corrida

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Índia, Buddh, Charles Pic, Estados Unidos, Hispania, Indianapolis, Jean-Eric Vergne, Jordan, Marussia Virgin, Narain Karthikeyan, Pedro de la Rosa, Sauber, Sergio Pérez, Toro Rosso. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s