Canadá-2012: Pódio e vingança para Pérez

Em sua primeira corrida em Montreal, um pódio: Pérez foi o destaque no Canadá

Em sua primeira corrida em Montreal, um pódio: Pérez foi o destaque no Canadá

Ele é a sensação da temporada 2012 da Fórmula 1. Sem dúvida, é o piloto que mais tem surpreendido a categoria neste ano. Mesclando arrojo e regularidade, Sergio Pérez vem conquistando a todos com seus incríveis resultados. Depois de uma quase vitória no GP da Malásia – quando um erro do mexicano foi preponderante para o triunfo de Fernando Alonso (Ferrari) e para seu segundo lugar -, o piloto da Sauber conquistou seu segundo pódio no último domingo, no GP do Canadá. E com requintes de vingança, pois, desta vez, tirou o ferrarista do terceiro lugar.

O pódio surpreendeu, afinal, a Sauber-Ferrari não parecia competitiva no Circuito Gilles Villeneuve. Nos treinos, tanto Pérez quando o japonês Kamui Kobayashi sofreram com a falta de temperatura dos pneus nos treinos classificatórios. Em poucas voltas com os compostos supermacios da Pirelli, a dupla da escuderia suíça não mostrou velocidade. Kobayashi ainda flertou com o Q3 no final, mas foi 11º. Pérez, por sua vez, ficou para trás – foi apenas o 15º.

A estratégia foi fundamental para o pódio do mexicano em Montreal

A estratégia foi fundamental para o pódio do mexicano em Montreal

Diante dos modestos resultados, a Sauber optou por duas táticas diferentes para seus pilotos. Enquanto Kobayashi largaria com os pneus supermacios (mais velozes, mas que se desgastam mais), Pérez sairia com os compostos macios (mais resistentes e menos velozes). A decisão determinou o destino de Kamui e Sergio em Montreal. Ainda mais após a largada na pista canadense: o japonês caiu para 12º, enquanto o mexicano saltou para 13º.

A dupla da Sauber mantinha o mesmo ritmo, apesar dos tipos de pneus diferentes. Até a volta 23, Kobayashi liderou Pérez. Naquele momento, o japonês era quinto, e o mexicano, o sexto. A ascensão dos carros suíços se deveu à parada dos rivais e ao baixo consumo de pneus por parte do time. O problema é que Kamui estava com os supermacios, e foi aos boxes na volta 24. Kobayashi retornou ao 11º lugar, deixando o caminho livre para Sergio rumar para o pódio.

O terceiro lugar só aconteceu pela estratégia? Não. Pérez correu com sabedoria e habilidade. Com um forte ritmo e com um equipamento confiável, o mexicano foi adiante. Apenas ele e Kimi Raikkonen (Lotus) adotaram a tática de largar com o macio e fazer a troca pelo supermacio na parte final do GP do Canadá. O finlandês foi aos boxes na volta 40, enquanto o mexicano parou na passagem seguinte. Na volta, apareceu em oitavo, à frente de Raikkonen.

Depois disso, Pérez vivenciou dois grandes momentos em Montreal. Na volta 56, se viu em meio a uma disputa com Felipe Massa (Ferrari) e Nico Rosberg (Mercedes). O brasileiro e o alemão lutavam pelo quinto lugar. O mexicano se aproveitou disso para primeiro superar Nico e depois passar por Felipe, cujos pneus estavam desgastados. Na volta 57, Sergio era quinto. À frente, apenas Alonso, Lewis Hamilton (McLaren), Sebastian Vettel (Red Bull) e Romain Grosjean (Lotus). Ao notar que seus pneus perderiam rendimento até o fim da prova, Vettel parou nos boxes na volta 62, levando o piloto da Sauber ao quarto posto.

Pérez celebra o terceiro lugar com o vencedor Hamilton; Grosjean foi o segundo

Pérez celebra o terceiro lugar com o vencedor Hamilton; Grosjean foi o segundo

Na liderança, Alonso decidiu arriscar pela vitória. Porém, pagou pelo risco. Nas voltas finais, foi superado por Hamilton, que venceu pela 18ª vez, e por Grosjean, 2º lugar (a melhor posição da carreira do francês até aqui). Na volta 68, foi a vez de Pérez passar o espanhol da Ferrari. A ultrapassagem foi a vingança do GP da Malásia, em que Sergio tinha melhores condições, mas errou e viu a vitória cair no colo de Fernando. No Canadá, o mexicano não deu sopa para o azar, e ignorou o bicampeão.

De 15º para o pódio. Sem dúvida, uma grande corrida. Mais uma. Sergio Pérez se consolida de vez como o destaque do ano.

Festa na Sauber: segundo pódio de Pérez em 2012; o primeiro foi na Malásia

Festa na Sauber: segundo pódio de Pérez em 2012; o primeiro foi na Malásia

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Canadá, Kamui Kobayashi, Lotus, Montreal, Sauber, Sergio Pérez. ligação permanente.

Uma resposta a Canadá-2012: Pódio e vingança para Pérez

  1. Pingback: Estratégia põe ‘Speedy’ Pérez no pódio em Monza « contosdaf1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s