Espanha-1972: dia de trabalho árduo para Pace em Jarama

Há 40 anos, Pace conquistava seu primeiro ponto na carreira

No circuito de Jarama, Pace conquistava seu primeiro ponto na carreira

Segunda-feira, 1º de maio de 1972. O Autódromo de Jarama era palco da terceira etapa válida pela temporada daquele ano na Fórmula 1. Não apenas isso. Era a primeira etapa europeia do campeonato. Os resultados obtidos no circuito espanhol seriam a tônica do certame. Os candidatos ao título despontariam no GP da Espanha; os promissores pilotos seriam melhor observados a partir dali. Se Emerson Fittipaldi começou ali, na pista da região de Madri, a caminhada rumo ao título mundial, um outro brasileiro mostrou seu potencial ao conquistar seu primeiro ponto na carreira: José Carlos Pace foi o sexto em sua segunda corrida na categoria.

Não foi uma prova fácil para Moco. Para começar, a March, dirigida à época por Frank Williams, enfrentou problemas alfandegários. Os carros de Pace e o de Wilson Fittipaldi Júnior – o terceiro brasileiro inscrito para o GP da Espanha pela Brabham – ficaram retidos e não entraram no país. Apenas no sábado os compatriotas começaram a trabalhar nos seus bólidos, justamente no primeiro dia de treinos. Na tomada decisiva para a definição do grid da corrida de Jarama, Pace obteve o 16º tempo. Wilsinho largaria em 14º em seu primeiro GP da carreira, enquanto Emerson sairia em terceiro.

Pace à frente do companheiro Pescarolo: disputa acirrada na March

Pace à frente do companheiro Pescarolo: disputa acirrada na March

Com uma pista úmida, mas sem chuva forte, 25 pilotos foram para largada do GP da Espanha. Pace pagou pela inexperiência – despencou da 16ª para a 21ª posição na volta 1. Foi o único mau momento do piloto da March em Jarama. A partir dali, o brasileiro dominou o traçado espanhol como poucos. O traçado molhado ajudou Moco a dar um show à parte na prova. Na volta 16, já estava em 16º lugar, atrás de seu companheiro de March, o francês Henri Pescarolo. A disputa interna foi áspera, mas Pace levou a melhor somente na volta 28. Com a ultrapassagem sobre Pescarolo, o brasileiro assumiu o 12º lugar.

Quem também fazia prova consistente era Wilsinho. Na volta 28, ele ocupava o oitavo lugar. Porém, o brasileiro da Brabham começou a enfrentar problemas de estabilidade em seu carro, e seu rendimento ficou comprometido. Em compensação, Pace seguia superando um a um. Na volta 36, passou pelo australiano Tim Schenken (Surtees) para alcançar o 11º lugar. Foi quando iniciou a perseguição a Wilsinho. O duelo brasileiro foi intenso. Com um equipamento em piores condições, o piloto da Brabham segurou o amigo da March o quanto pôde, mas Moco se impôs: na volta 56, Pace era o oitavo.

Momento decisivo: na volta 56, Pace superou Wilsinho e assumiu o oitavo lugar

Momento decisivo: na volta 56, Pace superou Wilsinho e assumiu o oitavo lugar

Na 57ª volta, François Cevert (Tyrrell) abandonou a prova, alçando o piloto da March à sétima posição. Longe de Peter Revson (McLaren) e de Andrea de Adamich (Surtees), restou a Pace torcer para uma quebra para pontuar em Jarama. E ela veio justamente com o companheiro de Cevert. Na volta 70, Jackie Stewart abandonou. Moco era o sexto, seguido por Wilsinho. A partir daí, o piloto da March adminstrou a vantagem que tinha sobre o compatriota da Brabham para obter o primeiro ponto de sua carreira. Enquanto Pace fazia história, Emerson Fittipaldi (Lotus) emplacava sua segunda vitória na carreira (a primeira em 1972), seguido por Jacky Ickx e Clay Regazzoni, ambos da Ferrari.

Sem dúvida nenhuma, Pace e os irmãos Fittipaldi tiveram um 1º de Maio de muito trabalho em Jarama.

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Andrea de Adamich, Brabham, Espanha, Frank Williams, Henri Pescarolo, Jacky Ickx, Jarama, José Carlos Pace, March, Peter Revson, Surtees, Tim Schenken, Tyrrell, Wilsinho Fittipaldi. ligação permanente.

2 respostas a Espanha-1972: dia de trabalho árduo para Pace em Jarama

  1. Ronaldo Nazar diz:

    Bela lembrança Douglas. Parabéns. Só para ilustrar , o Wilsinho estreiou no Mundial de F1 na Espanha. Mas na formula 1 ele estreiou em 1971 na Argentina , fazendo a ultima corrida da espetacular Lotus 49 C. Terminou num brilhante 3º lugar. Depois correu no Brasil em 1972 , por ocasião da 1ª prova de F1 no país. Liderou na largada até a 4ª volta. Foi o primeiro piloto a liderar uma prova de F1 no Brasil.E o Moco o que dizer. Uma pena ter desaparecido tão cedo. Iria com certeza brigar pelo titulo de 1977. O Brabham estava uma bala. Se seria campeão , ai é outra história. Qto ao GP da Espanha a March do Moco era uma 711 , cerca de 50 kg mais pesada que a do Pescarolo que era uma March 721. Além de ter os piores pneus e motores, já que o Pesca era o 1º piloto. Mas, não teve conversa ultrapassou e se mandou. Exemplo pra muito piloto atual que se curva ante as ordens de equipe. Outros tempos, outros talentos, outras estrategias. Abçsssss…..

    • contosdaf1 diz:

      Obrigado, Ronaldo! Sim sim, você está coberto de razão sobre o que disse do Wilsinho. Houve as apresentações não-oficiais de 1971 e 1972, mas a primeira válida foi essa de Jarama. Sobre Pace, era impressionante o que acontecia na March. Pesquisei sobre a corrida e de fato o Pace tinha equipamento inferior ao do Pescarolo. Nem por isso largou atrás do francês (ele se classificou à frente de Henri). Houve um duelo intenso entre os dois durante a prova, mas o brasileiro levou a melhor. Pace era um campeão em potencial, e desde as primeiras apresentações isso pôde ser notado. Frank Williams que o diga…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s