Austrália-2012: Pérez sai de último para os pontos

O mexicano Sergio Pérez ficou em oitavo em Melbourne após largar em último

O mexicano Sergio Pérez ficou em oitavo em Melbourne após largar em último

Que Jenson Button venceu com maestria o GP da Austrália, você já sabe. Que Sebastian Vettel se recuperou depois de um péssimo sábado e garantiu o segundo lugar, também. McLaren e Red Bull foram dominantes em Melbourne. Por isso, hora de ver o GP do último domingo saindo lá do fundo – mais precisamente do último lugar. Sergio Pérez foi o personagem que ocupou a posição que ninguém gostaria de conquistar. Mas o mexicano da Sauber produziu uma das histórias mais belas em solo australiano em 2012.

No sábado, Pérez sofreu com o câmbio do bólido suíço. Foi obrigado a trocá-lo. Com a mudança, foi obrigado a largar na 22ª posição na Austrália. A corrida parecia perdida. Ele mesmo admitiu no sábado, via Twitter (@SChecoPerez): “Amanhã será muito difícil de entrar na zona de pontos, mas vamos dar o máximo na corrida”, avisou.

De fato a Sauber foi discreta nos treinos no circuito de Albert Park. Enquanto o mexicano se classificou originalmente na 17ª posição – após a troca de câmbio, perdeu cinco colocações – seu companheiro de time, o japonês Kamui Kobayashi, foi apenas o 13º. Dessa forma, a perspectiva para a prova australiana não era das melhores para a dupla de Hinwil. Ainda mais para Pérez.

Em sua segunda temporada na Fórmula 1. o latino de 22 anos sabia que só tinha uma chance para ascender em Melbourne. A estratégia adotada foi atacar a partir do apagar das luzes vermelhas. “Eu sabia que tinha que tentar de tudo para ganhar posições logo depois da largada”, afirmou, depois da prova.

“Na primeira curva, eu consegui ficar em 12º, logo atrás de Kamui, e toquei seu carro quando ele teve que desviar para não bater na Williams à frente dele (a do brasileiro Bruno Senna, que rodou na Curva 1). Minha asa dianteira ficou danificada e essa foi só uma das dificuldades que eu tive durante a corrida”, contou Pérez.

O carro desequilibrado não foi problema para o mexicano. Ele se manteve em boas condições durante a primeira parte da prova, esperando para dar o ‘pulo do gato’. Enquanto a maioria das equipes programou duas paradas de boxes, a Sauber planejou apenas um pit stop para Pérez. O plano deu certo, colocando-o na zona de pontuação.

Apesar da tática bem-sucedida e da entrada do safety car na volta 37 – provocada pelo abandono de Vitaly Petrov, da Caterham -, o mexicano passou maus bocados para segurar os rivais. “Eu também tive que economizar pneus, combustível e brigar para defender minha posição. Foi uma corrida realmente difícil para mim”, observou o piloto da Sauber.

Na última volta, Pérez estava no meio de um pelotão formado por Nico Rosberg (Mercedes), Kimi Raikkonen (Lotus), Kobayashi e Daniel Ricciardo (Toro Rosso). Ele se virava como podia, até se deparar com o Williams de Pastor Maldonado batido. “Fui desviar dos detritos de Maldonado, mas então o Nico me ultrapassou, nossos carros se tocaram e eu tive que terminar a corrida com pneus que não existiam mais”.

Na reta final, o mexicano ainda conseguiu superar Ricciardo, para conquistar um honroso oitavo lugar, colado em Raikkonen (7º) e Kobayashi (6º). “Claro que eu não estou feliz de ter perdido um lugar na volta final, mas eu estou muito feliz pelo time porque terminar em sexto e oitavo é uma boa forma de começar a temporada”, analisou Pérez, que saltou de 22º para 8º após 58 voltas.

Anúncios

Sobre contosdaf1

Desde 1981, um amante de automobilismo. E veio desde o registro, quando no cartório seu pai foi questionado se queria colocar o nome "Willians" no garoto. "Esse é o nome de uma escuderia. Pode dar problema para ele no futuro", disse a escrivã. Hoje em dia, a equipe Williams voltou a se destacar, enquanto o menino segue o destino. Jornalista, nascido em Santos, cobriu os GPs do Brasil de 2005 a 2009 em Interlagos pelo jornal A Tribuna. Acompanha a Fórmula 1 religiosamente desde 1986. Pretende fazer isso até seus últimos dias. Afinal, o faz desde o primeiro.
Esta entrada foi publicada em Austrália, Daniel Ricciardo, Kamui Kobayashi, Melbourne, Pastor Maldonado, Sauber, Sergio Pérez. ligação permanente.

Uma resposta a Austrália-2012: Pérez sai de último para os pontos

  1. Pingback: Bruno: um coadjuvante em cena em Sepang « contosdaf1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s